Como calcular férias? Regras para saber quanto vai receber nas férias de 2025

Na hora de calcular as férias muitos trabalhadores ficam em dúvidas devido aos descontos e regras. Esse é o seu caso? 

Saber exatamente o quanto vai receber ao tirar férias em 2025 é fundamental para planejar as finanças e aproveitar esse período de descanso. Mas não se preocupe, aqui, você vai aprender tudo sobre o cálculo de férias!

calcular férias
Imagem de Freepik

Quem tem direito e como calcular férias?

Todo trabalhador com carteira assinada tem direito a 30 dias de férias após 12 meses de trabalho. Este período é conhecido como “período aquisitivo”. Após esse tempo, o trabalhador pode tirar férias nos 12 meses seguintes, conhecido como “período concessivo”.

O valor das férias é baseado no salário bruto do empregado, acrescido de um terço. Este adicional de  ⅓ é garantido pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e serve como um bônus para que o trabalhador aproveite melhor o descanso.

Cálculo do valor das férias

O valor base para o cálculo de férias é o salário bruto do trabalhador no mês anterior ao início das férias. Isso significa que, para saber quanto você vai receber, precisa considerar o seu salário integral, incluindo adicionais, horas extras e outros rendimentos habituais.

O adicional de ⅓ de férias é pago com o salário bruto das férias e não incide sobre o INSS e o IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte), percentuais de descontos obrigatórios.

Para calcular o valor das férias, você deve seguir os seguintes passos:

  • Considere o salário bruto mensal;
  • Divida o por 3 e some ao valor original;
  • Inclua possíveis adicionais (como horas extras) e subtraia descontos (como INSS e IRRF).

Exemplo prático: vamos considerar um trabalhador que ganha R$ 3.000,00 por mês.

  • Salário base: R$ 3.000,00
  • Um terço constitucional: R$ 3.000,00 ÷ 3 = R$ 1.000,00
  • Valor total das férias: R$ 3.000,00 + R$ 1.000,00 = R$ 4.000,00

Este trabalhador receberia R$ 4.000,00 ao tirar suas férias, sem considerar descontos e adicionais. No entanto, com dedução de INSS e do IRRF, o valor líquido a receber seria de R$ 3.380,80. 

Quais as porcentagens de desconto? 

Tanto o INSS, quanto o IRRF são descontos sobre o valor das férias. As alíquotas variam de acordo com a remuneração do trabalhador: 

cálculo de férias
Imagem de awesomecontent no Freepik

Descontos do INSS (tabela de 2022):

  • Salário de até R$1.212: 7,50%;
  • R$ 1.212,01 a R$ 2.427,35: 9%;
  • R$ 2.427,36 até R$ 3.641,03: 12%;
  • R$ 3.641,04 até R$ 7.087,22: 14%.

Desconto do IRPF (tabela de 2022):

  • Remuneração de até R$ 1.903,98: Isento;
  • R$ 1.903,99 até 2.826,65: 7,50%;
  • R$ 2.826,66 até 3.751,05: 15%;
  • R$ 3.751,06 até 4.664,68: 22,50%;
  • A partir de 4.664,68: 27,50%.

Como calcular férias fracionadas? 

Com a reforma trabalhista, o trabalhador, em acordo com a empresa, pode optar por tirar férias parceladas em até três vezes ou de forma integral durante 30 dias ao longo de 12 meses.

Uma das parcelas não pode ser menor que 14 dias corridos, e as demais não podem ser inferiores a 5 dias corridos cada.

Para calcular férias fracionadas, é necessário considerar a quantidade de dias de ausência. Exemplo:

  • Dias de descanso: 20 dias
  • Salário bruto: R$ 3.000,00
  • 1/3 do salário: R$ 1.000,00
  • Descontos IRRF e INSS: R$ 276,78

Cálculo: R$ 3.000,00 + R$ 1.000,00 ÷ 30 x 20 – R$ 276,78 = R$ 2.389,89 (total líquido das férias fracionadas).

Fórmula: salário bruto + ⅓ do salário bruto ÷ 30 x número de dias de férias solicitadas – descontos proporcionais de IRRF e INSS.

Essas são as regras básicas para saber o valor das férias, de primeira, parece que será complicado calcular porcentagem. No entanto, como visto durante a matéria, é um processo relativamente simples. Entender como calcular férias e as regras envolvidas é muito importante para aproveitar ao máximo este direito trabalhista.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.